Aromaterapia – Use o poder dos óleos essenciais em sua vida!

Tempo de leitura: 14 minutos

Olá como vai você? Desde quando conheci a aromaterapia, venho pensando em como escrever um artigo que ajude as pessoas a entender melhor sobre esse grandioso mundo que é o uso dos aromas dos óleos essenciais das plantas para promover a saúde e bem-estar.

E eis que, com pesquisa e muita inspiração e isso é o que não me falta,escrevi esse artigo e espero que seja útil para você!

Então, continue lendo esse artigo para saber mais sobre:

O que é aromaterapia? Qual a sua origem?

O que são óleos essenciais?

O uso dos óleos essenciais no mundo ocidental

Como os óleos essenciais das plantas agem em nosso organismo?

O que eles não querem que a gente saiba?

Benefícios do uso dos óleos essenciais para sua saúde!

O que é aromaterapia? Qual a sua origem?

aromaterapia

A aromaterapia é definida como a terapia do olfato. Um tratamento natural que utiliza as propriedades curativas presentes nas moléculas químicas dos óleos essenciais.

Os óleos essenciais são compostos aromáticos e voláteis que estão presentes nas flores, folhas, resinas, caule, raízes de plantas aromáticas conferindo o aroma específico dessas plantas.

Bem… levando em consideração que cada povo e cultura de forma muito particular fazem uso dos aromas e das propriedades medicinais das plantas desde há muito tempo, não há como afirmar ao certo qual a origem da aromaterapia.

Registros procedentes do Oriente mostram que já existiam destilarias primitivas há 5.000 anos, embora provavelmente produzissem loções à base de plantas em vez de óleos essenciais.

A antiga literatura védica da Índia e os textos históricos da medicina chinesa documentam a importância dos óleos aromáticos para a saúde e para a espiritualidade.

Hipócrates considerado “o pai da medicina”, utilizava fumaça aromática para erradicar a praga de Atenas. Era costume naquela época os soldados romanos se fortalecerem em banhos aromáticos e massagens.

Com o conhecimento herdado de egípcios e gregos, os romanos expandiram fronteiras. No livro “De Matéria Médica”, Dioscórides descreveu cerca de 500 plantas.

Sendo muitas delas aromáticas, bem como um método detalhado de destilação que, no entanto, não era capaz de extrair os óleos essenciais.

Mas cabe ressaltar que, as tradições aromáticas mais interessantes pertencem aos antigos egípcios.

Médicos do mundo todo iam para o Egito aprender a cura pelos aromas com os mestres daquela época.

Pelo vasto conhecimento dessas técnicas, o Egito antigo é conhecido como a nação mais influente nos conhecimentos dos aromas e das propriedades medicinais das plantas.

O que são óleos essenciais?

Durante as Cruzadas, o conhecimento dos óleos aromáticos e perfumes e das especiarias se difundiu entre os árabes, que em pouco tempo aperfeiçoaram técnicas e aparatos de destilação.

Nenhuma nação esteve tão bem treinada em alquimia, medicina e terapias naturais como os árabes. 

Vale destacar a importância dos estudos do poeta, físico, filósofo, matemático, astrônomo, médico e alquimista persa Avicenna. Ele foi reconhecido por ser o primeiro a ter utilizado o processo de destilação para extrair o óleo de rosas.

No ano 1.000 D.C., o médico Avicenna introduziu o sistema de arrefecimento no processo de destilação, fazendo da extração dos óleos essenciais um processo mais refinado e eficiente. Ele é considerado o “Pai da Aromaterapia Antiga

Através do trabalho dos alquimistas em aperfeiçoar a técnica de destilação dos óleos essenciais, é que hoje temos acesso é esse presente divino.

Vale ressaltar que os óleos essências são compostos químicos das plantas aromáticas, fazem parte do sistema de defesa, de conservação e de reprodução das plantas… são substâncias super concentradas.

Diferentemente da essência que é uma substância sintética que imita a fragrância do óleo essencial gerando uma sensação apenas de bem-estar, mas sem nenhum efeito terapêutico.

O uso dos óleos essenciais no mundo ocidental

Esse termo “Aromaterapia” foi usado pela primeira vez por René-Maurice Gatteffossé…

… químico francês que trabalhava em sua empresa de preparados cosméticos, perfumes personalizados á base de óleos essenciais. Gateffossé é considerado o “Pai da Aromaterapia Moderna”.

Durante seus trabalhos em laboratório Maurice sofreu um acidente que lhe causou várias queimaduras em seus dois braços. Ele foi tratado em Hospital com sulfas e outros medicamentos da época para conter a infecção, porém não surtiram o efeito desejado.

Gateffossé foi para casa retirou as ataduras e passou a aplicar o Óleo essencial de lavanda puro em seus ferimentos. Qual o resultado? A infecção cedeu, e o processo de cicatrização foi excelente!

Ele veio a ficar fascinado pelas possibilidades terapêuticas dos óleos essenciais, se tornando um grande pesquisador.

Outro importante trabalho e que lançou no mercado a “terapia dos óleos essências” foi o livro escrito pelo Dr. Jean Valnet, que havia estudado as pesquisas de Gatteffossé e iniciado seus próprios tratamentos com os óleos essenciais.

Dr. Valnet  é considerado “Pai da Aromaterapia Clínica”. Numa época em que as pessoas haviam virado as costas para as plantas e as essências das ervas ele codificou as propriedades e indicações e introduziu a aromatologia para a prática médica.

Uma grande mulher que trabalhou com Dr. Jean Walnet foi a enfermeira Marguerity Maury.

É dela a visão holística dentro da aromaterapia, criando métodos de aplicação dos óleos essenciais de acordo com as características de personalidade de cada paciente, criando a prescrição personalizada.

Esses mestres esplêndidos o Dr. Jean Valnet médico especialista no uso dos óleos essenciais para tratar as doenças físicas e psiquiátricas e a Enfermeira e estudiosa Marguerity Maury com sua visão holística, criaram a aromaterapia que é empregada nos nossos dias e em todo o mundo.

Como os óleos essenciais das plantas agem em nosso organismo?

aromaterapia

Uma das vias em que os óleos essenciais atuam em nosso organismo é através do sistema límbico.

Vamos entender o que é o sistema límbico, e, como ele está intimamente relacionado a saúde de todo o corpo.

Os estudos comprovam que nós possuímos dois cérebros distintos, o reptiliano o límbico. Este (cérebro límbico) está associado ás nossas emoções é o cérebro emocional.

Ele está ligado ao nosso bem-estar psicológico e influencia diretamente o funcionamento do coração, pressão sanguínea, sistema endócrino, digestivo e imunológico. É o que se entende por (Psiconeuroimunoendocrinologia).

Há outro aspecto super importante sobre o nosso cérebro límbico. Este possui mecanismos naturais de auto cura.

No interior da cavidade nasal a neurônios olfativos que se comunicam com o sistema límbico. Quando inalamos um determinado óleo essencial, as moléculas aromáticas alcançam instantaneamente o sistema límbico.

Ação rápida e eficaz!

aromaterapia

Os compostos químicos dos óleos são absorvidos pelo corpo e lançados na corrente sanguínea, atuando sobre todo o organismo.

Acionando os comandos certos e ativando as defesas do organismo favorecendo assim o processo de auto cura. Maravilhoso não é?

Quando usamos o óleo essencial adequado para cada situação específica estamos “dando” a nosso organismo o que ele precisa para se auto curar.

A ação dos óleos é bem ampla podemos listar:

Ação Fisiológica: Isso acontece quando as propriedades dos óleos atuam sobre o metabolismo e fisiologia do corpo, agindo semelhante aos medicamentos alopáticos, quando ingeridos ou usados em forma de loções de pele.

Apresentam ações como: imuno estimulantes, anti-inflamatórios, fungicida, bactericida, viricida, cicatrizante, analgésico, antiespasmódico, relaxante muscular, vaso dilatador, solvente (gordura, muco, sistos), carminativos…

Ação Energética: Nosso Criador é a fonte de energia de todo o universo, nós somos feitos de energia, os seres vivos possuem sua própria energia. Os óleos essenciais são energéticos e cada um deles possuem sua própria frequência energética, então quando usamos um determinado óleo essa frequência vibracional nos afeta de forma positiva.

Elevando, equilibrando, ajudando a fluir nossa própria energia (prana) fortalecendo a nossa vitalidade.

http://www.aromaflora.com.br/a-frequencia-dos-oleos-essenciais/

Ação Psicológica: Essa é a forma de ação direta dos óleos essenciais como eu expliquei á cima, via inalação dos mesmos.

Age no campo mental-emocional do ser humano a partir de sensações que são estimuladas pelas características de cada óleo essencial, como: relaxamento, alegria, coragem, amorosidade, contentamento, paz, refrescância, vigor. Estimulando o corpo a auto cura.

Espiritualidade: Alguns óleos são conhecidos por seu poder de aumentar nosso poder de conexão com Deus. Ao ler Escrituras Sagradas encontrei um texto muito bonito no livro de Êxodo capítulo 34: 28 em diante…

esse texto descreve uma receita aromática dada pelo próprio Deus (Jeová).

Especificando  ingredientes como resinas e especiarias aromáticas entre elas o olíbano e a mirra.

Alguns óleos essenciais por suas características e propriedades, nos permitem contato com um estado meditativo e de oração mais profundo.

São eles: Olíbano, Mirra, Cipreste, Sândalo, Patchouli, Cedro.

Veja mais sobre espiritualidade aqui://sejamaisaudavel.com/espiritualidadeoquesignificaisso/

Adquira óleos essenciais puros aqui!
 Saiba qual o óleo essencial mais indicado pra você aqui!

 

O que eles não querem que você saiba!

aromaterapia

Existe um exame minucioso dos componentes químicos de um óleo essencial que se chama cromatografia.

A cromatografia mostra claramente quais as substâncias químicas que compõe cada óleo essencial analisado, e qual a quantidade das mesmas.

aromaterapia

Como você pode ver, a tabela ao lado esquerdo relaciona todos os compostos químicos e a quantidade dos mesmos presente no óleo essencial de limão siciliano.

O óleo essencial é uma composição perfeita e sinérgica de substâncias químicas. Esses picos maiores são as substâncias em maior concentração ou as majoritárias.

Esses outros pequenos picos representam as substâncias químicas em menor quantidade (minoritárias). Vale ressaltar que a substância majoritária ou a que se encontra em maior concentração no O.E de limão Siciliano é o D- Limoneno.

Mas, o que essa substância é capaz de fazer em nosso organismo?

Várias pesquisas científicas comprovam o poder dessa substância presente em 68 por cento no óleo essencial de limão.

Como sua ação anticancerígena, solvente de cálculos e de entupimentos nas artérias, combate a esteatose hepática, a proliferação de células cancerosas no pâncreas, mostrando um potencial para a diminuição de peso..entre outras coisas

Mas, e quanto as substâncias em menor quantidade? São de extrema importância. Pois fazem parte do óleo essencial e contribuem para a ação efetiva dele no organismo.

A indústria farmacêutica utiliza essas substância majoritária, isolando-a, do restante das outras (em menor quantidade ) sintetizando-a.

Em outras palavras ele “amputam” determinadas substâncias em menor concentração em um óleo essencial desprezando assim boa parte dele para fazer os remédios.

É dessa forma que são feitos a maior parte dos medicamentos vendidos nas farmácias.

Benefícios do uso dos óleos essenciais na sua saúde!

aromaterapia

O Dr. Alberto Peribanez Gonzalez em seu livro “Lugar de médico é na cozinha” diz:

“A prática alopática (medicina praticada no nosso país) cristaliza-se mais adiante na vida profissional por intermédio de uma fiel e abrangente parceria estabelecida entre indústria farmacêutica e a de prestação de serviços médicos….

…exemplos drásticos são o do Vioxx® e do Celebra® que foram trazidos para o Brasil com grandes honras, na forma de anti-inflamatórios sem efeitos gastrointestinais, mas provaram, após anos de uso em milhões de pacientes, ser capazes de dobrar os riscos de infarto do miocárdio e de acidentes vasculares cerebrais. Definitivamente, uma triste situação para os que estão doentes e só podem contar com remédios que, além de caros, são perigosos.”

Nós sabemos o quanto a medicina tem dado avanços em suas técnicas, equipamentos altamente tecnológicos , intervenções cirúrgicas cada vez mais efetivas , medicamentos que podem ajudar na qualidade de vida e salvar a vida de muitas pessoas.

Você e eu sabemos que precisamos de cuidados médicos, porém é uma triste realidade perceber o quanto a medicina da doença e (não da saúde) lucra bilhões se não dizer trilhões todos os anos.

Não é de admirar que o Doutor Mathias Rath, médico e cientista, um dos criadores da Medicina Celular, depositou em 15 de junho de 2003 uma ação contra a indústria farmacêutica e seus investidores, sob a acusações de comércio internacional da doença.

Precisamos de médicos que realmente se comprometam a cuidar e prevenir doenças e não apenas medicar…

Precisamos de médicos que são realmente comprometidos com seus pacientes…

Precisamos da orientação de BONS profissionais de saúde que tenham AMOR pelas pessoas

A aromaterapia não substitui a medicina, ela é aliada da mesma. É uma terapia que complementa a prática médica, tendo seus benefícios comprovados cientificamente e também por cada pessoa que usa de forma consciente e responsável.

A indústria detém os conhecimentos de cura da maioria das doenças por métodos naturais. Pra quê?

Para que ninguém possa conhecer e prevenir doenças com as terapias naturais não patenteáveis, e portanto, nada lucrativas para os criadores das terapias sintéticas e patenteáveis.

A cura não está no frasco – Daniel Pennoel  Médico e Aromatólogo
aromaterapia

Quando você usa um óleo essencial, seu corpo que é feito de compostos químicos parecidos “reconhece” essas substâncias TODAS, não apenas uma isoladamente. Isso faz com que esses compostos sejam rapidamente assimilados pelo organismo.

Fica claro o motivo de não haver efeitos colaterais indesejados na maioria dos tratamentos orientados por aromaterapeutas qualificados utilizando óleos essenciais específicos para cada situação e pessoa, pois se trata de uma terapia holística.

Eu fico impressionada e cada dia amo mais a aromaterapia e aromatologia! Sei que esse conhecimento é maravilhoso e libertador! E você, o que achou?

Gostou do artigo? Então, curti e comenta o que você achou! Compartilhe com as pessoas que você ama! Pra que mais e mais pessoas possam se beneficiar da aromaterapia e do conhecimento maravilhoso dos óleos essenciais!

Adquira óleos essenciais puros aqui!

Quer saber qual o óleo essencial indicado pra você? Clique aqui!

 

Minhas inspirações para elaborar esse artigo …

 

Fontes bibliográficas:

LASZLO, Fábian. Fundamentos da Aromatologia. Instituto Brasileiro de Aromatologia. Minas Gerais: Editora Laszlo Aromaterapia Ltda, julho de 2007.

PERIBANEZ, Alberto. Lugar de médico é na cozinha. Cura e saúde pela alimentação viva. São Paulo: Editora Alaúde, 1 de abril de 2011.

CHOPRA, Deepak. A cura quântica. O poder da mente e da consciência na saúde integral. Brasil: Editora Best Seller, 2013.

LIIMA, Wallace. et al. Pontos de Mutação na Saúde. Integrando corpo e mente. 1 ed. São Paulo: Editora Aleph LTDA, 2011.